O Famoso Chocolate Belga

fevereiro 17th, 2016 Posted by Outros No Comment yet

chocolate-liquido_13055191-baja1

Muita gente me pergunta o quê que o chocolate belga tem de tão especial. Eu já falei muito dele aqui, mas resolvi trazer um pouco mais sobre esse doce tão famoso.

Nem todo mundo sabe, mas o cacau é uma planta muito delicada, que precisa de muito calor e umidade para crescer, ele não dá nos países ao norte do Equador. Isso quer dizer que todo o cacau do mundo é produzido em países da América Latina e África.

Como, então, que justo os belgas conseguem fazer o melhor chocolate do mundo?

Para começar, foi o belga Neuhaus (junto com um holandês e um suíço) quem inventou o chocolate. Isso dá aos belgas muita tradição e experiência na produção do doce. Para vocês terem uma ideia existem lojas em Bruxelas abertas desde 1857!!!!

Outro ponto importante é que para ser considerado um chocolat belge d’excellence o doce tem que passar por um processo rigorosíssimo! Tem que ter a técnica certa e, segundo leis da Europa, só pode ter Liquor de Cacau, Manteiga de Cacau e Açúcar na sua composição (alguns aditivos como baunilha e leite em pó também valem, mas bem pouquinho). Ou seja, não é só porque foi feito na Bélgica que já é considerado belga, gente!

Mas para mim, acima disso tudo, está o sabor. Não dá para confundir, o chocolate belga é muito mais suave, saboroso e derrete na boca. Deu vontade, né? Então corre aqui pro Labecca Café! Nossos doces são feitos com chocolate 100% belga, olha só quanta coisa gostosa tem por aqui!

12519135_1550329685284969_1096897963_n

12501757_1949419615282244_321936112_n

12292684_1525322127787801_588623179_n

12224663_1539956719628412_563577080_n

10852935_1660874717385984_1522977169_n

12729459_1014783071901963_1871752330_n

 

Sem comentários, que tal dar sua opinião?

Comentar

Seu endereço de email não será divulgadoThis is a required field!

Tags HTML permitidas:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>